Ir para o conteúdo

Prefeitura de Inocência - MS e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Inocência - MS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
15
15 ABR 2021
SAÚDE
319 visualizações
Comitê do COVID debate aumento de casos no município
enviar para um amigo
receba notícias

Nesta quarta-feira(14/04) o comitê municipal do COVID reuniu-se novamente na Escola C.E.I., estando presentes neste ato o Prefeito Municipal Sr. Antonio Ângelo Garcia dos Santos, Vice-Prefeito Sr. Adair Aparecido de Freitas, Secretário Municipal de Saúde Sr. Gelson Pimenta dos Santos, Chefe do Departamento de Vigilância em Saúde Sr. Thiago Dias Zoccal, Chefe de Dept. de Programas e Projetos Dra. Julice R. Sato,  Representante do Conselho de Pastores de Inocência Pe. Mauro Cesar Pedroso, Representante da Igreja Católica Pe. Diomar Serafim, Comandante da Policia Militar Primeiro Tenente Sr. Marcelo Maia Gomes, Presidente da Associação Comercial Empresarial de Inocência Sra. Mariene Garcia de Freitas, Secretária Municipal de Educação Sra. Cleomair Santos de Freitas Almeida, Secretário Municipal de Planejamento e Finanças Sr. Gilmarez Leal, Representante da Loja Maçônica Morada do Sol nº 1921 Sr. Donizeth Rosa Bernardes, Secretária de Assistência Social Sra. Helem Bruna da Costa, representante do Rotary Club Sr. Celso Freitas, Responsáveis pela fiscalização do COVID Sr. Lélio Otávio Costa Barbosa e Natália Sabino Bavia, Bioquímica Claudia Aparecida Oliveira Costa Freitas.

Iniciando a reunião o prefeito passou a atual situação de internados e aumento casos de infecção por Covid 19 em nossa cidade e relatou da dificuldade de conseguir vagas para internação em hospitais de outras cidades. Em seguida o vice-prefeito Prof. Adair Aparecido de Freitas sugeriu uso de pulseiras de diversas cores para visualizar aqueles que estão positivos, em quarentena e suspeitos, como feito na cidade de Sorocaba-SP. A Sra. Mariene Garcia de Freitas, pediu a continuidade da conscientização e fiscalização, assim como a Sra. Helem Bruna da Costa, que pediu o aumento da fiscalização e conscientização.

O Sr. Donizeth Rosa Bernardes enfatizou que a idéia de pulseiras, conforme visto em matéria, foi considerado ilegal e disse que teria que melhorar a conscientização e divulgação, da mesma forma o Sr. Celso Freitas reiterou a necessidade de melhorar a divulgação e fiscalização.

O Sr. Marcelo Maia Gomes  disse que o caminho seria a conscientização através de publicidade e orientação, com maior divulgação, que o trabalho de fiscalização está sendo feito da melhor forma possível através da policia militar, Pe. Mauro Cesar Pedroso disse que nas igrejas estão tomando cuidado com todos os protocolos, que a melhor forma seria a conscientização com os cuidados possíveis, através da colaboração de todos, o Pe. Diomar Serafim disse que está faltando conscientização das pessoas e que a notificação e aplicação de multas seria o caminho. A Sra. Cleomair Santos de Freitas Almeida, pediu o aumento da publicidade através de carro de som, rádio e mídia.

Quanto a parte de fiscalização, o Sr. Lélio Otávio Costa Barbosa relatou a dificuldade da fiscalização, pois as pessoas não estão atendendo as normas, e reclamou da falta de conscientização e responsabilidade das pessoas, que muitos desacatam a fiscalização não atendendo as orientações, a Sr.ª Natalia Sabino Bavia relatou o mesmo problema, e enfatizou a falta de conscientização das pessoas, que o serviço está sendo realizado da melhor forma possível. O Sr. Thiago Dias Zocal relatou que está tentando melhorar a cada dia a fiscalização, disse que Inocência tem uma determinação judicial e que para aplicar a multa a pessoa tem que ser flagrado fora de sua residência o que se torna difícil porque as denuncias chegam no whatsapp e quando a fiscalização chega no local a pessoa não estão mais no local, desta forma estão tentando da melhor forma possível cumprir com as denuncias. A Sra. Mariene Garcia de Freitas disse que está faltando a orientação de informações do protocolo para ser passado as pessoas que foram atendidas, a Bioquímica Claudia Aparecida Oliveira Costa Freitas, relatou da dificuldade da conscientização das pessoas para quando da realização dos exames, sendo que muitos vão ao local do exame com muitas pessoas da família, e que mesmo que orientem-nas muitas não acatam, comentou do aumento da  quantidade de exames realizados, que o Lacem está entregando os exames com 3 dias e em outros municípios não realizam exames de sangue, RX, e que em nosso Município são realizados todos os exames possíveis, também comentou que teremos um pico maior daqui a 10 dias devido a feriados,  e contou que hoje foram transferidas duas pessoas para fora em situação crítica e entubados, também comentou sobre a falta de conscientização de toda a população e que o município está fazendo todo o possível, que hoje temos 96 casos ativos e 33 suspeitos, O Sr. Gilmarez Leal testemunhou sobre sua experiência no COVID e a forma como realizou o isolamento social, e salientou que o que falta é a conscientização das pessoas e o que tem que ser feito é intensificar a fiscalização e a publicidade para melhorar a conscientização, sugeriu na próxima reunião a participação de um representante do judiciário.

O Sr. Gelson Pimenta dos Santos disse que a lei não permite a entrada da fiscalização nas residências, onde ocorrem as festas e sugeriu ir ao judiciário para verificar a melhor forma para melhorar a fiscalização, que o Município a partir do dia 15/04, entrará na bandeira laranja, O Prefeito relatou que teve uma reunião com o pessoal da saúde e que está com dificuldade de adquirir medicamentos, as empresas não estão querendo fazer as cotações para as compras, que a cidade de Bataguassu está atendendo da melhor forma possível nossos pacientes, também comentou que marcará uma audiência com o juiz para tratar de assuntos relativos ao CVID, sobre descumprimento com isolamento.

Ao final ficou decidido intensificar a divulgação das campanhas de conscientização na mídia, bem como a fiscalização.

 

Fonte: Departamento de Comunicação Social
Autor: Fabrício Corrêa
Local: CEI - Olivalto Elias da Silva
Seta
Versão do Sistema: 3.2.2 - 02/05/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia