Inocência, Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017
Atendimento ao público 7h30 ás 11h e 13h ás 15h
Fone: (67)3574 1350 (67)3574 1041 (67)3574 1040

Warning: mysql_result() [function.mysql-result]: video not found in MySQL result index 12 in /home/inocenci/public_html/inc.exibe2017.php on line 25

Warning: mysql_result() [function.mysql-result]: galeria not found in MySQL result index 12 in /home/inocenci/public_html/inc.exibe2017.php on line 29

Comissão Municipal deve auxiliar recenseadores durante Censo Agro do IBGE

26 de Julho de 2017
10:33

Comissão Municipal deve auxiliar recenseadores durante Censo Agro do IBGE

                Inocência (MS) - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está dando continuidade aos processos preparativos do Censo Agro 2017. Uma reunião para formar a Comissão Municipal de Geografia e Estatística (CMGE) foi realizada na tarde desta Quinta-feira (20), nas dependências da secretaria de educação.

                Conversamos com a Renata Santana da Cruz, coordenadora da subárea do Censo Agro. Questionado sobre a importância do Censo, ela diz que a meta é levantar informações sobre todos os estabelecimentos rurais: agricultura, pecuária e outros rendimentos que venham do campo. “O objetivo desta reunião é constituir a Comissão Municipal de Geografia e Estatística. O que ela representa? A Busca do auxílio das entidades e instituições, durante as atividades censitárias, ou seja, os recenseadores que vão precisar deste auxílio, do conhecimento dos membros da CMGE. Aqui em Inocência, serão quatro recenseadores, não sabemos qual é o conhecimento deles em relação à área rural e precisamos de apoio para que eles consigam desempenhar suas funções. O senso terá início no dia 1º de outubro e vai até fevereiro”, comenta Renata.

                Uma base do IBGE será constituída no município para fornecer suporte aos recenseadores. Em caso de dificuldades, por exemplo, algum morador negar informações, o servidor deverá buscar apoio junto à supervisão.

                Renata Santana da Cruz, coordenadora da subárea do Censo Agro do IBGE, pontua que é importante que os moradores forneçam dados exatos sobre suas propriedades, pois tanto o governo estadual quanto o governo federal utiliza a base de dados do IBGE como referência para envio de recursos ao município. Ele lembra que o clima também precisa ajudar durante o censo. Renata, explica que o auxílio das entidades é essencial para o recenseador concluir o levantamento dos dados. “Essa é uma das ajudas que pedimos. Orientar o recenseador para que ele possa entrevistar o proprietário com menos dificuldade”, esclarece.

                Outro fato que pode ser uma adversidade aos recenseadores, está relacionado aos proprietários que arrendam terras ou pecuaristas que não tem sede física nas propriedades, assim, equipes de outros municípios também podem obter os dados dos produtores, caso residam em outras cidades e apenas produzem  no município.

                O processo seletivo, por vezes, classifica candidatos que não possuem conhecimento do interior do município. “O sistema não permite que ele se perca dentro de sua área de atuação, mas como ele vai chegar aos locais mais distantes, quem deverá auxiliar são os componentes das entidades e instituições do CMGE”, diz Renata. Sobre a necessidade de informar os dados, ressalta que o diagnóstico precisa ser exato para que os recursos sejam repassados de acordo com as necessidades reais de cada município. “Precisamos do retrato correto para dar um diagnóstico correto”.

                Portanto, os produtores rurais deverão esperar os agentes censitários e fornecer todas as informações – algumas retroativas ao ano anterior. Outro fato importante é que cada um dos quatros recenseadores terá de se locomover com recursos próprios, para seu respectivo setor, assim, o auxílio de produtores rurais, instituições e entidades para que esta locomoção seja facilitada. O resultado da seleção dos recenseadores será divulgado no final do mês de agosto.

                Durante a reunião, estavam representantes; Hyan Junqueira (Diretor do Meio Ambiente), Michel Bruno Medeiros (controlador interno da câmara municipal), Monia Andrade Souza (Inspetora local-IAGRO), Adriano Ferreira (Diretor escola Cirilo Anoena da Costa), Marco Amaral (locutor-rádio montana), Flávio de Jesus Tavares (cabo QPPM), Joana D´arc( Diretora escola CEI).

 Fonte: Assessoria de Imprensa

Fotos: Emerson Gomes

Matéria não encontrada!